Slide

Título Slide 1

Descrição do Slide 1

Título Slide 3

Descrição do Slide 3

Voltar

Ainda há espaço para as mais humildes? sábado, 4 de abril de 2020

matheus77845
sábado, 4 de abril de 2020
Por matheus77845
Rio de Janeiro, Brasil - 04/04/2020 às 20:40

Rodando pelo console policial, me deparei com algo que me fez voltar aos anos de 2010, 2011, e até 2012, uma verdadeira sensação de déjà-vu, com pitadas intensas de nostalgia e toques refinados de saudade. Entrei na sede de uma polícia nomeada FBI Forças Internacionais (FBI F.I), do Fundador matheus65889, e imediatamente fui remetido a tempos passados, lembrando, inclusive, o meu início no ramo policial. A sede é verdadeiramente clássica, o quarto clássico das polícias executivas antigas, mobis improvisados, pisos baratos, e muita vontade de crescer. Será que voltei no tempo?
Não. Sigo em 2020, e por incrível que pareça, 2012 parece estar há anos luz do que hoje vemos. Uma polícia que abra hoje já vem como algo projetado, com muito dinheiro injetado por trás, bares balcão são exigência mínima, e não me venha com menos que um piso madeira para a entrada!

Por que não vemos mais essas iniciativas? Evolução? Talvez. Mas é demais para o meu saudoso coração aceitar que esse ramo policial foi soterrado. Nas gélidas e rígidas paredes dos novos padrões do ramo policial, alegram-se os nostálgicos, lembrando da melhor fase que o ramo policial já viveu.
Se vão fechar em 1 semana, 1 mês, 1 ano, pouco importa. Os precursores de um ramo trouxeram de volta o protagonismo da vontade de crescer, muito acima de qualquer bar balcão.
Se você tiver curiosidade de sentir essa nostalgia de perto, clique aqui e visite o FBI F.I.

Patrocinadores

Busque uma notícia aqui

Inscreva-se no YouTube

Siga-nos no Twitter

Curta-nos no Facebook

Arquivo de notícias

Visualizações de página

Copyright © Diário Policial Informativo 2016 ~ 2020. Todos direitos reservados. V3
Este site da web não é de propriedade nem gerenciado pela Sulake Corporation Oy e não é parte do Habbo Hotel ®
Desenhado & Codificado por Marco Cuel (Bromarks)